-
26/07/2018 às 11h59

'Centrão' tornará oficial apoio a Geraldo Alckmin

Política
'Centrão' tornará oficial apoio a Geraldo Alckmin
Reprodução Terça Livre
Democratas, PP, PR, PRB e Solidariedade vão oficializar o apoio ao tucano Geraldo Alckmin, na disputa pela presidência da República, nessa quinta-feira, 26.

Com isso, Alckmin terá mais de 14 minutos de tempo de televisão por dia durante a campanha presidencial. Essa era uma das preocupações dos tucanos, já que Geraldo Alckmin não consegue avançar nas pesquisas de intenção de votos.

Com a liderança do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) consolidada, conforme as principais pesquisas já divulgadas, os demais candidatos tentam chegar ao segundo turno com duas estratégias: artilharia pesada para cima de Bolsonaro e o agrupamento de alianças políticas.

O Centrão já demonstrou a ausência de conteúdo programático e o foco apenas na matemática eleitoral. Afinal, já chegou a negociar com o PDT de Ciro Gomes e até mesmo com o Partido dos Trabalhadores (PT), que insiste na narrativa da candidatura do ex-presidente condenado Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT).

A reunião que levou o “Centrão” para Alckmin ocorreu no dia de ontem, em Brasília, na cada do senador Ciro Nogueira (PP). O tucano conseguiu ainda o apoio do PTB, que será confirmado na convenção tucana. Agora, o PSDB discute quem será o vice de Alckmin, que deverá ser um nome indicado por um desses partidos, já que o empresário Josué Gomes (PR) negou o convite.

Se confirma a aliança com o PTB, Alckmin pode ultrapassar os 20 minutos de guia de televisão. Resta saber se – diante dos escândalos envolvendo muitos dos líderes do Centrão – isto será o suficiente para os planos tucanos.