-
20/12/2016 às 01h15

Segunda safra de milho deve ocupar área recorde no Brasil, indica AgRural

Agronegócio
Segunda safra de milho deve ocupar área recorde no Brasil, indica AgRural
Reprodução

Consultoria estima plantio de 11 milhões de hectares no país e colheita 33% maior que o total da temporada passada

A primeira estimativa de intenção de plantio divulgada pela consultoria AgRural para a segunda safra de milho no Brasil indica um recorde. Segundo a empresa, os produtores devem semear 11 milhões de hectares, 5% mais que o plantio aferido na temporada passada. A consultoria projeta ainda um potencial de produção de 59,9 milhões de toneladas, ao aplicar uma produtividade média seguindo uma linha de tendência, baseada nos últimos anos. Considerando o volume colhido na segunda safra, o total produzido pelo país pode chegar a 88,3 milhões de toneladas, um aumento de 33% em relação à colheita de 2015/2016.

O Paraná lidera o aumento no cultivo do cereal no inverno. Segundo a AgRural, o Estado vai ampliar a área em 6%. Mato Grosso e Goiás incrementam o plantio em 4% cada. “Apesar da perspectiva de recuo dos preços domésticos do milho tão logo a situação de oferta se normalize (o que deve acontecer caso a safrinha venha cheia), os valores ainda relativamente firmes oferecidos pela saca, causados pela escassez vivida em 2016, estimulam os produtores a ampliar a área”, diz a consultoria em nota.

A previsão de plantio atual só deve se confirmar se o clima colaborar com o plantio, entre janeiro e março, mesma época em que a soja sai dos campos. Por enquanto, o bom andamento da safra de soja e a expectativa de colheita rápida indicam que haverá boa janela para o plantio da segunda safra de milho.