-
11/05/2020 às 14h34

Após 55 dias de confinamento, França começa a voltar à normalidade

Mundo
Após 55 dias de confinamento, França começa a voltar à normalidade

Além de deixar mais de 26 mil mortos na França, o coronavírus teve impacto devastador na economia.

 

Após dois meses de quarentena, os cidadãos da França voltaram timidamente à normalidade nesta segunda-feira (11). 


Lojas não essenciais estão reabrindo e a população agora tem a possibilidade de sair às ruas livremente, ainda que o governo Emmanuel Macron peça para não baixarem a guarda. 


Com a suspensão gradual das restrições, milhares de pessoas voltaram ao trabalho hoje, um retorno considerado essencial para revitalizar a economia do país europeu, que se encontra em sua pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial.


Salões de beleza, lojas de roupas, floriculturas e livrarias reabrem suas portas, com uma série de precauções para funcionários e clientes para evitar a proliferação do coronavírus.


Já restaurantes, bares, teatros e cinemas permanecerão fechados até junho pelo menos, destaca a agência France-Presse.


Já os franceses podem sair às ruas sem ter de justificar para as autoridades. Deslocamentos estão permitidos dentro dentro de uma distância de, no máximo, 100 km de casa.