-
22/06/2019 às 11h04

Bolsa do Brasil renova máxima histórica nesta sexta-feira

Economia
Bolsa do Brasil renova máxima histórica nesta sexta-feira
Reprodução Internet

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, voltou a fechar em alta nesta sexta-feira (21), e bateu o segundo recorde seguido.


O dia por aqui foi de alinhamento dos preços dos papéis à valorização ocorrida na véspera em Wall Street, quando o mercado brasileiro estava fechado por feriado.


O Ibovespa encerrou o dia com valorização de 1,7%, a 102.012 pontos, informa o site G1. O dólar acompanhou o viés positivo e recuou 0,67%, a R$ 3,8250, menor patamar desde abril.


Na véspera, o índice S&P 500 teve nova máxima recorde, com impulso das expectativas de que o Federal Reserve reduzirá taxas de juros dos Estados Unidos, para compensar possíveis efeitos negativos da guerra comercial do país com a China.


O índice dos principais American Depositary Receipts (ADRs) brasileiros teve alta de 1,9%.


Os mercados tiveram pregões positivos nos últimos dias com discursos mais amenos de bancos centrais com relação a cortes nas taxas de juros. O Banco Central Europeu (BCE), o Fed (banco central americano) e o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central do Brasil, sinalizaram, esta semana, a possibilidade de redução nas taxas básicas de juros.