-
30/12/2016 às 10h18

Protesto virtual arrecada assinatura contra o aumento de salário

Cidade e Cotidiano
Protesto virtual arrecada assinatura contra o aumento de salário
O protesto virtual intitulado como Redução do salário dos vereadores de Cuiabá-MT, tem como objetivo, pedir força a população para que não aceite essa regalia

Internautas se unem através de uma petição pública para barrar o aumento nos salários dos vereadores de Cuiabá. 


O protesto virtual intitulado como Redução do salário dos vereadores de Cuiabá-MT, tem como objetivo, pedir força a população para que não aceite essa regalia a benefício próprio dos vereadores. 


Os parlamentares propuserem um projeto que visa o aumento de 25% de salário, que foi aprovado nesta semana. 


Com a mudança, a partir de janeiro de 2017, o salário dos vereadores passa de R$ 15, 3 mil para R$ 18, 9 mil, além da verba indenizatória de R$ 11, 3 mil e verba de gabinete de R$ 17 mil para custear despesas de funcionários de gabinete contratados. 


O prefeito eleito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), anunciou que vetará o projeto que beneficia também seu vice, Niuan Ribeiro. 


Com o aumento salarial, os vereadores terão o terceiro maior salário entre as capitais, ficando atrás dos vereadores de Aracajú e do Rio de Janeiro que ganharão mais de R$ 18 mil a partir de janeiro de 2017.