-
31/12/2016 às 09h27

Policiamento extensivo na Praia de Copacabana reduz 13,7% em relação a 2015

Brasil
Policiamento extensivo  na Praia de Copacabana reduz 13,7% em relação a 2015
Segundo o jornal O Globo, a Polícia Militar não divulgou o número de militares em outras regiões da cidade. (Reuters)

Menos 305 policiais nas ruas da festa do réveillon em Copacabana. Pode parecer pouco, mas o número preocupa os milhões de turistas e cariocas que vão ao evento neste sábado (31). Por causa da crise, a Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu cortar 13,7% do efetivo. Em 2015, a celebração contou com 2.215 no bairro contra 1.910 este ano.

Segundo o jornal O Globo, a Polícia Militar não divulgou o número de militares em outras regiões da cidade. No entanto, na Lagoa, por exemplo, terá apenas homens do programa Segurança Presente um convênio com a iniciativa privada, que conta com policiais trabalhando em dias de folga.

O númer de homens no estado do Rio este ano também é inferior se comparado ao anopassado. Distribuídos nos 92 municípios fluminenses, 10.694 homens farão a segurança no momento da virada. Ano passado, 11.928 policiais fizeram a segurança, uma queda de 10,3%.

A justificativa da PM é que a festa este ano será menor. Em 2015, ao longo de toda a faixa de areia em Copacabana, foram montados quatro palcos para apresentações de artistas. Já este ano haverá apenas um para os tradicionais shows.