-
23/01/2017 às 18h53

Cármen Lúcia pode manter calendário de depoimentos da Odebrecht

Justiça
Cármen Lúcia pode manter calendário de depoimentos da Odebrecht
Agência Brasil

Antes de tomar a decisão, presidente do STF deve conversar com alguns ministros

Embora alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) já tenham se posicionado contra a homologação das delações premiadas, antes da escolha do nome que ocupará o lugar de Teori, a ministra Cármen Lúcia, presidente da Corte, estuda manter e dar continuidade ao calendário elaborado por Zavascki para os depoimentos de ex-executivos da Odebrecht.

A informação foi divulgada pela TV Globo e tem como base conversa com o juiz federal Márcio Schiefler Fontes, que era o principal auxiliar do ministro Teori na relatoria da Lava Jato.

Cármen Lúcia, no entanto, deve conversar com alguns ministros, inclusive com o decano do Supremo, ministro Celso de Mello, antes de tomar qualquer decisão sobre o processo de escolha do novo relator da Lava Jato.