-
29/12/2016 às 10h42

Corpo de homem desaparecido é identificado no IML de Cuiabá

Justiça
Corpo de homem desaparecido é identificado no IML de Cuiabá
A papiloscopista Simone Mariana Delgado ressalta a importância do atendimento prévio feito aos familiares que buscam pessoas desaparecidas no IML. (Gcom-MT)

O corpo de um homem vítima de afogamento, que estava desaparecido há um mês, foi identificado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) após ter sido encontrado em avançado estado de decomposição, em Santo Antônio de Leverger. O homem foi identificado no dia 25/12 pelo papiloscopista Sulivan Cardoso de Azevedo, que realizou pesquisa nas fichas datiloscópicas de vítimas não identificadas do Instituto Médico Legal (IML) e conseguiu resultado positivo no exame necro papiloscópico.

Na Politec, o atendimento é feito na Diretoria Metropolitana de Medicina Legal. Técnicos em necropsia fazem uma entrevista prévia levantando qualificação, documentos, características físicas, dados do desaparecimento, e em seguida um levantamento nos registros de vítimas que dão entrada no IML sem portar documento, e de identidade desconhecida.

Posteriormente, acionam a equipe de papiloscopistas da Diretoria Metropolitana de Identificação a quem compete à coleta de impressões digitais das vítimas de morte violenta, catalogando-as em arquivo próprio, e realizando a pesquisa, análise e o confronto necro papiloscópico para fins de identificação humana, conforme o procedimento operacional padrão da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), e com a utilização de metodologias científicas. 

A papiloscopista Simone Mariana Delgado ressalta a importância do atendimento prévio feito aos familiares que buscam pessoas desaparecidas no IML. “É um trabalho de extrema importância para a sociedade em razão do caráter investigativo, social e humanitário. Envolve um trabalho integrado entre Polícia Civil e Politec’’, afirmou.

De janeiro a novembro de 2016, 1.077 vítimas foram identificadas através do confronto necro papiloscópico na Gerência de Plantão Integrado, no IML de Cuiabá. Atualmente, o IML custodia oito corpos não identificados. De janeiro a dezembro deste ano, três corpos de pessoas consideradas desaparecidas foram identificados.  

Na Polícia Civil, o Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), é responsável por receber as denúncias e informações de desaparecimentos para o registro do Boletim de Ocorrência e proceder às investigações. As ligações para a comunicação de desaparecimento ou localização destas pessoas são recebidas através do telefone 197.