-
09/01/2017 às 11h11

Drogas e armas entram no país pelas fronteiras do rio Solimões

Justiça
Drogas e armas entram no país pelas fronteiras do rio Solimões
Reuters / Bruno Kelly

Rota é um dos corredores mais importantes para a entrada de drogas no país

A principal rota de entrada de armas e drogas no Brasil fica na tríplice fronteira do rio Solimões, no Amazonas, conforme mostrou uma reportagem do programa Fantástico, exibida na TV Globo na noite deste domingo (8). Os caminhos do crime ficam entre Santa Rosa, no Peru, Leticia, na Colômbia, e Tabatinga, no Brasil.

Ao todo, são 1.600 km de rio entre Tabatinga e Manaus. A Polícia Federal mantém uma base em Tabatinga com 40 pessoas para fiscalizar a rota do crime, revistando todos as embarcações. A base se chama Anzol.

A viagem com a droga da tríplice fronteira até Manaus dura um mês. A guerra do tráfico na região é a raiz do massacre nos presídio Anísio Jobim, em Manaus. Uma facção do Norte do Brasil quer dominar o comércio com narcotraficantes colombianos no local.

Com Informações de Noticias ao Minuto