-
04/05/2020 às 09h26

Moro diz que Bolsonaro ameaçou demiti-lo em reunião gravada

Política
Moro diz que Bolsonaro ameaçou demiti-lo em reunião gravada

O caso foi citado por Moro em depoimento como prova da interferência do presidente na PF.

 

Em depoimento prestado à Polícia Federal no último sábado (2), o ex-ministro Sergio Moro afirmou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, ameaçou demiti-lo em uma reunião do conselho de ministros do governo federal. 


Bolsonaro teria deixado claro que caso Moro não concordasse com uma nova substituição do superintendente da PF no Rio de Janeiro, o ex-juiz seria demitido.


A reunião teria ocorrido em 22 de abril e foi gravada em vídeo pela própria Presidência da República. Moro pediu demissão dois dias depois.


De acordo com o depoimento de Moro, o chefe do Executivo deixou claro diversas vezes seu interesse em nomear uma pessoa de sua confiança na Superintendência da PF no Rio, mas sem explicar os motivos. 


Moro ainda acrescentou que essa cobrança foi feita diante dos demais ministros do governo nesse encontro do conselho, destaca o jornal O Globo.


Na mesma reunião, Bolsonaro teria manifestado sua insatisfação com a falta de acesso a informações de inteligência da PF. 


Após a demissão de Moro, o próprio Bolsonaro disse que divulgaria o vídeo de sua última reunião com o então ministro. Até agora o conteúdo não foi divulgado.