-
30/01/2017 às 16h43

EUA cogitam exigir acesso a redes sociais e contatos de turistas

Mundo
EUA cogitam exigir acesso a redes sociais e contatos de turistas
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao conceder entrevista coletiva na Trump Tower, em Nova York, no dia 11 de janeiro (Shannon Stapleton/Reuters)

Se a medida for aprovada, estrangeiros que não cooperarem podem ser barrados ao tentarem entrar no país

Depois de anunciar duras regras de imigração, o governo do presidente Donald Trump, nos Estados Unidos, avalia uma nova “medida de segurança”: obrigar estrangeiros que tentam entrar no país a informarem quais sites visitam e a lista de contatos no celular. Segundo fontes da rede CNN, se a regra for aprovada, viajantes que não concordarem em fornecer as informações podem ser impedidos de entrar no país.

A possível medida foi comentada pelo diretor de políticas da Casa Branca, Stephen Miller, em conversa com oficiais dos departamentos de Estado e de Segurança Interna, além de agentes da Patrulha de Fronteira. A proposta prevê que turistas revelem, além da agenda telefônica e o histórico de sites visitados, seus perfis nas redes sociais.

De acordo com a CNN, porém, as políticas de implementação da checagem eletrônica ainda estão sendo discutidas, e a proposta pode esbarrar em questões de privacidade.

Em dezembro, ainda na administração de Barack Obama, o governo americano começou a pedir que turistas informassem voluntariamente seus perfis nas redes sociais, informou o site Politico. A opção aparecia nos formulários preenchidos por visitantes dos 38 países que têm isenção de visto de turismo para os Estados Unidos. O campo, porém, não era obrigatório.