-
27/01/2017 às 13h03

PSB indica ex-secretário de Mendes para substituir Fávaro

Política
PSB indica ex-secretário de Mendes para substituir Fávaro
Marcus Mesquita/MidiaNews

Informação foi confirmada pelo deputado estadual Oscar Bezerra, nesta sexta-feira

O ex-secretário de Meio Ambiente de Cuiabá, Alan Porto, foi indicado pelo PSB para comandar a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em substituição ao vice-governador Carlos Fávaro (PSD), que deixará o cargo a partir de março.

 

A informação foi confirmada pelo deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), na manhã desta sexta-feira (27), em entrevista à Rádio Capital FM. Apesar da indicação, Alan foi nomeado, recentemente, para ocupar a secretaria adjunta de Obras e Estrutura Escolar, vinculada à Secretaria de Educação (Seduc).

 

Oscar reiterou que, em dezembro passado, a executiva do partido se reuniu com o governador Pedro Taques (PSDB) e, na ocasião, foi selado o compromisso de que a sigla indicaria o próximo secretário da Sema.

“Na reunião que o PSB teve com governador e que a discussão foi referente a essa Pasta, nos foi proposto que o PSB assumisse a Sema. Inclusive, o vice Carlos Fávaro estava na reunião e ele mesmo disse que deixaria a Sema e colocou que queria ajudar na construção do PSB participar mais da base do Governo”, disse Oscar.

 

Apesar de Alan Porto ser filiado ao PSB, o deputado Oscar Bezerra afirmou que sua indicação tem um caráter técnico.

 

“Nossa indicação para Sema é extremamente técnica, que é o Alan Porto. Um cara extremamente técnico, que revolucionou o trabalho da Secretaria Municipal de Meio Ambiente”, afirmou.

 

“Ele é filiado ao partido, mas ele é técnico, conhece o que faz e queremos contribuir para melhoria do governo Pedro Taques”, disse.

 

O deputado ponderou, contudo, que os membros do partido tem a consciência de que a escolha caberá ao governador.

 

“Claro, cabe ao Taques, que é o governador do Estado entender isso. De repente se ele entender que não é por esse caminho, simples, só avisar os companheiros, chamar para conversa, temos certeza que nós teremos maturidade suficiente para entender. Até porque temos que respeitar o posicionamento do governador”, disse.

“Troca”

 

Atualmente, o PSB comanda duas secretarias de Estado: a de Assistência Social, com o deputado Max Russi e a de Agricultura, com Suelme Evangelista.

 

Os membros do partido estariam dispostos, inclusive, a abrir mão da Pasta de Agricultura para comandar a Sema.

 

“O Suelme já colocou sua secretaria à disposição, inclusive se o Governo quiser dar espaço ao PP, por exemplo. Falamos na reunião que não haveria problema de a gente abrir mão da Agricultura, até porque a Sema tem uma capilaridade muito maior”, disse Oscar.

 

“Obviamente nós não vamos vincular nada ao governador, mas um bom entendedor sabe que um pingo é uma letra. Não sendo a Sema, óbvio que não vamos abrir mão da Agricultura Familiar. É natural. Aqui ninguém está colocando ‘faca no pescoço’. Estamos apenas negociando uma participação maior pelo tamanho que PSB representa no Estado e na base de sustentação do governador”, concluiu.