-
25/08/2019 às 10h26

Reino Unido se une à Alemanha em críticas ao comportamento de Macron

Mundo
Reino Unido se une à Alemanha em críticas ao comportamento de Macron
Reprodução Internet

“Há todo tipo de pessoa que usará qualquer desculpa para interferir no comércio e frustrar os acordos comerciais, e eu não quero ver isso”, afirmou o premiê britânico.


O governo do Reino Unido uniu-se à Alemanha em críticas ao comportamento do presidente da França, Emmanuel Macron, que tentou obstruir um acordo comercial entre Mercosul e União Europeia.


Em uma declaração surpreendente na sexta-feira (23), Macron disse que havia decidido se opor ao pacto e acusou o presidente brasileiro Jair Bolsonaro de mentir quando minimizou as preocupações com as mudanças climáticas durante cúpula do G20, no Japão.


Após desembarque no balneário francês de Biarritz, onde acontece uma cúpula de países do G7, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, criticou o posicionamento de Macron:


“Há todo tipo de pessoa que usará qualquer desculpa para interferir no comércio e frustrar os acordos comerciais, e eu não quero ver isso.”


A declaração acontece um dia depois que o escritório da chanceler alemã Angela Merkel fez o mesmo em Berlim, informa o portal Terra.


O porta-voz de Merkel disse que derrubar o acordo comercial com o Mercosul não retardará o processo de desmatamento no Brasil, destacando que a negociação terminou com compromissos vinculativos sobre a proteção do clima.


Em pronunciamento em rede nacional, o presidente Bolsonaro rejeitou o que chama de interferência estrangeira nos assuntos internos do Brasil, onde algumas partes da Floresta Amazônica estão em chamas.