-
21/12/2016 às 14h19

Aprenda 6 dicas de ouro para evitar ressacas no fim de ano

Saúde
Aprenda 6 dicas de ouro para evitar ressacas no fim de ano

Ou sobreviver no dia seguinte

Os motivos para festejar o fim do ano são muitos, mas o corpo padece de tantas confraternizações, ceias, comilanças e bebidas. Tudo é motivo para comemorar: encontro com amigos, reunião do trabalho ou da faculdade, familiares que não se veem há muito tempo e, claro, o amigo oculto. Após tantos exageros, a ressaca é quase garantida no dia seguinte.

Para evitar que o dia seguinte seja terrível (ou ao menos amenizar a situação), o site UOL listou algumas dicas dos médicos Paulo Olzon, da Escola Paulista de Medicina/Unifesp, Jacob Faintuch, do Hospital das Clínicas em São Paulo, e Guilherme Andrade, do Hospital 9 de Julho, também na capital paulista, que realmente funcionam. Confira:
  1. Antes do exagero Não beber de estômago vazio pode parecer uma besteira, mas é real. Com o estômago cheio, o corpo absorve o álcool mais lentamente, reduzindo assim a hipoglicemia, um dos grandes responsáveis pela ressaca. Já a lenda da colher de azeite antes da bebedeira não passa de mito, ressalta Paulo Olzon.
  2. Durante

Evite fazer misturas, pois o fígado não consegue processar tantas substâncias ao mesmo tempo, principalmente se a mistura for entre destilados e fermentados. Alterne os drinks com água, para ajudar a reidratar o organismo e reduzir as chances de dar "perda total" no dia seguinte. "Mantendo-se hidratado, os rins funcionam melhor e você elimina as toxinas do álcool mais depressa", afirma Paulo.

3. Você não é de ferro

Existe quem seja mais resistente ao álcool, mas não é bom testar. O segredo para não dar vexame está na moderação. "O melhor é conhecer sua tolerância para bebida e ir aos poucos, para dar tempo do fígado processar o álcool", diz Jacob Faintuch.

4. Os remédios para prevenir não fazem efeito

Os conhecidos remédios para evitar a ressaca só fazem efeito durante um curto período. Se a bebedeira demorar a passar, o remédio não fará efeito nenhum. "Caso a farra dure mais do que seis horas, o efeito da medicação já vai ter passado", diz Guilherme.

5. Quando chegar em casa, comece a remediar a ressaca

Jacob diz que o ideal é comer algum carboidrato ou tomar suco de laranja, assim que chegar em casa. Café com leite e açúcar também ajuda a diminuir os efeitos no dia seguinte, mas cuidado com o café puro, que pode irritar mais o estômago.

6. No dia seguinte

Se nada disso foi capaz de evitar a sua ressaca (ou se você não tomou nenhuma precaução), o melhor mesmo é pegar leve no dia seguinte, dormindo e tomando muita água, aos poucos, explica Olzon. Evite comida gordurosa e temperos fortes e dê preferência a frutas, legumes cozidos e carnes magras. E nem pense em curar uma ressaca com outra ressaca.