-
21/11/2019 às 15h12

‘Ladrão de celular tem que ir para o pau’, diz Bolsonaro

Política
‘Ladrão de celular tem que ir para o pau’, diz Bolsonaro
Reprodução Internet

“Não adianta alguém estar muito bem de vida, financeiramente, se está preocupado com seus familiares”, disse Bolsonaro.


Em discurso na primeira convenção nacional da Aliança pelo Brasil, nesta quinta-feira (21), o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse que “ladrão de celular tem que ir para o pau”.


Ao discursar para uma plateia inflamada, Bolsonaro disse:


“Não adianta alguém estar muito bem de vida, financeiramente, se está preocupado com seus familiares, em ser assassinado em uma esquina por um ladrão de celular. Ladrão de celular tem que ir pro pau.”


A declaração de Bolsonaro faz referência a um comentário do condenado Lula da Silva, que, após ser libertado da prisão graças a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), declarou:


“Eu não posso ver mais jovem de 14, 15 anos, sendo assassinado pela polícia porque roubou um celular.”


Ainda durante a convenção da Aliança, Bolsonaro aproveitou para reforçar sua defesa ao excludente de ilicitude para militares em operação:


“Foi protocolado há poucos minutos na Câmara dos Deputados um projeto nosso que fala do excludente de ilicitude para o pessoal que está no artigo 44 da constituição, Polícia Civil, Polícia Militar. Em operação, você responde, mas não tem punição. Vamos depender agora, meus parlamentares, de aprovar isso lá. Será uma grande guinada no combate à violência no Brasil.”