-
25/04/2020 às 09h18

‘Prezada, não estou à venda’, disse Moro a Zambelli

Política
‘Prezada, não estou à venda’, disse Moro a Zambelli

Moro divulgou prints de conversas no WhatsApp com Bolsonaro e Zambelli.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, divulgou prints de conversas com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).


O conteúdo das conversas no aplicativo de mensagens WhatsApp foi divulgada pelo “Jornal Nacional”, da emissora Rede Globo, nesta sexta-feira (24).


De acordo com a mensagem, Zambeli pede para que o então ministro aceitasse Alexandre Ramagem, diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal (PF).


Zambelli também se comprometeu a ajudar Moro a obter uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) se ele aceitasse a nomeação de Ramagem.




Moro respondeu de forma enfática: “Prezada, não estou à venda”.




Após a resposta de Moro, a deputada Carla Zambelli insistiu:


“Ministro, por favor… milhões de brasileiros vão se desfazer.”


E depois:


“Por Deus, eu sei. Se existe alguém no Brasil que não está à verba [sic] é o sr.”


Em conteúdo enviado ao Jornal Nacional, Moro também apresentou o print de uma conversa com o chefe do Executivo, como noticiou a RENOVA.