-
07/11/2018 às 21h50

Aliados de Bolsonaro votarão contra aumentos salariais de Ministros e deputados

Política
Aliados de Bolsonaro votarão contra aumentos salariais de Ministros e deputados
Reprodução Web

O primeiro a se declarar contrário a aumentos salariais de Ministros do STF, senadores e deputados foi Victório Galli, deputado federal e presidente do PSL-MT. O parlamentar ultra conservador é aliado antigo de Bolsonaro, foi um dos 5 votos obtidos por Bolsonaro para presidente da câmara em 2017,  um momento em que Bolsonaro estava sendo excluído dos debates. 


Galli disse que votará contra aumentos salariais e que já tem combatido regalias no serviço público há muito tempo. O parlamentar é autor do projeto de decreto legislativo, apresentado em fevereiro de 2018, para reduzir os vencimentos dos parlamentares. A proposta, que precisa ser aprovada em plenário e certamente enfrentará resistências, pode gerar economia superior a R$ 1,5 bilhão nos quatro anos de mandato.


Caso seja aprovado, o projeto de decreto legislativo vai reduzir em 40% a verba de gabinete que ultrapassa os R$ 106 mil. A verba indenizatória superior a R$ 39,4 mil será reduzida em 30%, enquanto o salário dos deputados federais, que está em R$ 33,7 mil, também será reduzido em 30%.


Galli também é autor do Projeto de Lei que busca extinguir carros oficiais para autoridades, exceto para o presidente e vice presidente da República. O projeto foi apresentado em 2017.


Outros deputados da base devem declarar seus votos nos próximos dias.

Shirlei Barbosa Rodrigues

Apoio o deputado,e o que precisar acione a TROPA BOLSONARO que estamos apostos.

08/11/2018 11:02