-
24/10/2020 às 16h39

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da vacina chinesa

Saúde
Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da vacina chinesa

A vacina chinesa contra coronavírus está atualmente na terceira fase de testes.


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira (23), a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina da China que está sendo produzida em parceria pelo Instituto Butantan, em São Paulo.


A decisão da Anvisa não diz respeito ao pedido feito pelo governo de João Doria (PSDB) para que também seja permitida a importação de insumos para a produção de outras 40 milhões de doses no Brasil.


Atualmente na terceira fase de testes, a vacina chinesa contra o coronavírus ainda não obteve o registro para aplicação do imunizante, que não pode ser utilizado na população.


No total, Doria fechou um contrato com o laboratório chinês Sinovac para a aquisição de 46 milhões de doses da vacina.


As primeiras 6 milhões de doses da vacina virão prontas da China, e as outras 40 milhões serão envasadas e rotuladas no Instituto Butantan a partir de material que será importado.