-
01/08/2018 às 16h08

Apagão atinge a Venezuela e o ditador esquerdista Nicolás Maduro culpa a 'Direita'

Mundo
Apagão atinge a Venezuela e o ditador esquerdista Nicolás Maduro culpa a 'Direita'
Foto reprodução Terça Livre
O ditador venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou que o grande apagão que afetou Caracas nesta terça-feira foi produto de uma sabotagem da oposição e disse que vai prender os “culpados”.

“Sabotaram o sistema elétrico de Caracas (…). É questão de horas que capturemos os responsáveis materiais e não se surpreendam com os responsáveis políticos e intelectuais dessas maldades”, disse Maduro durante um ato transmitido pela TV estatal.

O ditador não deu detalhes sobre os supostos autores da pane elétrica.

“Enquanto nós trabalhamos (…), um grupelho da ultra-direita fica conspirando”, acrescentou Maduro.

O grande apagão provocou caos no transporte, no comércio, na telefonia móvel e na internet em Caracas, deixando grande parte da cidade no escuro por até três horas.

O corte chegou a atingir 80% da capital venezuelana, que tem 6 milhões de habitantes, segundo o ministro da Energia Elétrica, Luis Motta. Após cerca de três horas, o fornecimento de energia começou a se restabelecer gradualmente.

O povo venezuelano continua sofrendo com a revolução socialista em curso no país. Mesmo diante da situação deplorável pela qual passa a Venezuela, ainda não houveram providências efetivas da ONU ou de governos democráticos ao redor do mundo.