-
28/02/2019 às 10h34

Assessora de Moro, nora de Miriam Leitão, já assessorou Gilmar Mendes

Política
Assessora de Moro, nora de Miriam Leitão, já assessorou Gilmar Mendes
Miriam Leitão, Moro e Vladimir Netto / Foto divulgação

A atual chefe da comunicação do Ministro Sérgio Moro já foi assessora de Gilmar Mendes, quando este foi presidente do Tribunal Superior Eleitoral-TSE. A jovem é nora de Miriam Leitão, apresentadora do Globo News; e esposa de Vladimir Netto, repórter da Rede Globo. Por algum motivo as mídias sociais da jornalista estão bloqueadas, não há históricos e postagens visíveis. A posição ideológica de Miriam Leitão e de seu filho Vladimir Netto é conhecida, defendem ideologia de esquerda, em que pese terem posições em defesa da Operação Lava Jato. 


Em 10 dias, Moro já nomeou 2 ativistas de esquerda, a ativista de esquerda Ilona Szabó e a militante Mônica Barroso Costa, em seu Ministério. 


Ilona Szabó de Carvalho e Mônica Barroso Costa, ambas de orientação política de esquerda, foram nomeadas para ocuparem cargos no Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que trata das principais pautas de campanha de Bolsonaro, a segurança pública. 


Ressalvada uma estratégia desconhecida até pela direita, os olhos mais atentos voltaram-se a tudo que o Ministro Sérgio Moro está realizando. Fica claro que foi criado um elo de comunicação entre a Rede Globo e o Ministro Sérgio Moro. E, toda informação que “vazar” para a grande mídia envolvendo o Ministério da Justiça merecerá análise cautelosa. Se o Moro acertou em suas escolhas, somente o tempo dirá. Mas há analistas que estão cobrando explicações e atitude do Presidente Bolsonaro quanto a essas nomeações. Para o analista político Manoel Carlos de Oliveira, Sérgio Moro trouxe George Soros para dentro do governo Bolsonaro. O que se torna perigoso, já que o multibilionário Soros financia pautas de extrema esquerda pelo mundo, entre elas desarmamentismo, abortismo, feminismo, luta de classes etc.



Lívia Maria Cavalcanti do Amaral

Pode ter sido infiltrada. Moro tem que exonerar

04/03/2019 17:06