-
12/04/2021 às 12h53

China diz que suas vacinas ‘não têm taxas de proteção muito altas’

Mundo
China diz que suas vacinas ‘não têm taxas de proteção muito altas’

Pequim está considerando formas de melhorar o processo de imunização.

 

As vacinas desenvolvidas na China contra o coronavírus “não têm taxas de proteção muito altas”. 


A informação foi divulgada pelo diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, Gao Fu, no último sábado (10). 


Durante uma conferência em Chengdu, o oficial disse que o regime comunista está considerando formas de melhorar o processo de imunização:


“Agora está sob consideração formal se devemos usar vacinas diferentes, de linhas técnicas diferentes, para o processo de imunização.”


Ambas as vacinas da China usam vírus inativado para treinar as células de defesa do organismo contra a doença.


Até agora, a China não autorizou o uso de nenhuma vacina estrangeira no país.