-
13/03/2018 às 11h23

Contas são reprovadas e Julier terá que devolver R$ 101 mil ao Tesouro Nacional

Política
Contas são reprovadas e Julier terá que devolver R$ 101 mil ao Tesouro Nacional
Imagem reprodução

A juíza da 51ª Zona Eleitoral, Gabriela Carina Knaul de Albuquerque e Silva, desaprovou a prestação de contas da campanha do candidato a prefeito Julier Sebastião (PDT) e da sua vice Jusci Ribeiro (PT). A chapa disputou a Prefeitura de Cuiabá nas eleições de 2016.


Julier e Jusci foram condenados a devolver R$ 101,4 mil ao Tesouro Nacional. O valor é referente a despesas realizadas com o Fundo Partidário sem comprovação.


A magistrada determinou prazo de cinco dias para devolução dos R$ 101,4 mil após o trânsito em julgado e publicação da sentença. Caso contrário, os autos serão remetidos para Advocacia Geral da União (AGU) efetuar a cobrança.


A sentença aponta que a prestação de Contas de Julier e Jusci apresenta saldo negativo desfavorável. Depois, afirma que a regularidade ficou prejudicada e cita as principais inconsistências.


Entre as inconsistências destacadas estão a elevada dívida de campanha não respaldada por assunção de dívida, não comprovação de despesas pagas com recursos do Fundo Partidário, omissão de gastos eleitorais, irregularidade na comprovação das doações de recursos estimáveis em dinheiro e existência de gastos de campanha junto a pessoas jurídicas sem a emissão de notas fiscais.


Nas eleições de 2016, Julier e Jusci ficaram em quarto lugar. A chapa obteve 23.307 votos, o que equivale a 8,12% dos válidos.