-
28/09/2018 às 12h42

Delegado Francischini denuncia ligação do advogado de Adélio Bispo, o assassino comunista que tentou matar Bolsonaro, com o PCC

Brasil
Delegado Francischini denuncia ligação do advogado de Adélio Bispo, o assassino comunista que tentou matar Bolsonaro, com o PCC
Reprodução Web

Fernando Destito Francischini, conhecido como “Delegado Francischini“, Deputado Federal do Paraná pelo PSL e delegado licenciado da Polícia Federal, fez uma live na terça-feira (25), um vídeo bomba com informações relevantes sobre um dos 4 advogados de Adélio Bispo, o comunista que tentou assassinar Bolsonaro.


Segundo o delegado, Fernando Costa Olivera Magalhães, OAB de Minas Gerais, conhecido como “doutor Fernando“, é um dos advogados do comunista e é advogado do PCC (Primeiro Comando da Capital). Francischini prometeu apresentar o requerimento no Congresso Nacional, na Comissão de Combate ao Crime Organizado, com protocolo na quarta-feira (26), para que o advogado seja ouvido e preste contas.


O motivo de sua prestação de contas ao público no vídeo gravado, foi ele ter recebido uma denúncia com 6 empresas do advogado de Adélio, no qual 2 possuem RIF (Relatório de Inteligência Financeira). O relatório, segundo ele é do COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), um órgão constitucional que possui prerrogativa, a competência de investigar lavagem de dinheiro.


A meta final do delegado é descobrir que está por trás dos pagamentos dos 4 advogados.


No vídeo ele também faz considerações sobre o mau uso da imunidade parlamentar, como por exemplo a prestação de favores ao crime organizado.


Francischini nasceu em Londrina, tem 48 anos, é casado e pai de três filhos; tem formação superior em Direito, foi oficial do Exército e da Polícia Militar. Hoje é delegado licenciado da Polícia Federal, seu slogan é “tolerância zero aos criminosos“, é o braço direito de Bolsonaro e seu coordenador de campanha.


O vídeo viralizou nas redes sociais e ganhou os holofotes dos internautas, mas foi ignorado sistematicamente pela grande mídia: por que será que a grande mídia ocultou estas informações? Cada um tire suas conclusões.


Confiram o vídeo do delegado