-
14/05/2019 às 09h40

Doentes mentais assim que são tratados os transgêneros na China comunista

Mundo
Doentes mentais assim que são tratados os transgêneros na China comunista
Reprodução Reuters

Transgêneros da China estão sendo classificados como “doentes mentais” e forçados a realizar cirurgias altamente perigosas.


Transgêneros na China são levados a comprar remédios no mercado negro e até mesmo a realizar procedimentos cirúrgicos em si mesmos devido à intensa discriminação no país asiático.


As informações estão contidas em um novo relatório da Anistia Internacional publicado na última sexta-feira (10). “China está falhando com as pessoas transgêneros”, disse o grupo, segundo o jornal britânico Daily Mail.


Na China, as pessoas trans são classificadas como tendo uma doença mental. As cirurgias para mudança de sexo exigem o consentimento das famílias, criando uma barreira importante no acesso a tratamento seguro.


Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.


A prevalência do preconceito, a falta “alarmante” de conhecimento no sistema público de saúde e outros requisitos restritivos de elegibilidade levaram jovens transexuais a buscar alternativas não-regulamentadas e inseguras.


Os transexuais são “invisíveis” na China, disse a Anistia Internacional. Eles enfrentam discriminação enraizada em casa, na escola, no trabalho e no sistema de saúde.


Não existem leis anti-discriminação que protejam as comunidades LGBTI na China. O governo também não divulga estatísticas oficiais do número de pessoas trans no país, ou quantas procuram tratamento.

Tony C. M. Oliveira

Esse tipo de informação, como a repressão ao movimento LGBTIJKLM... em Cuba, a Folha, Estadão, Globonews e etc, não divulgam. Mídia lixo.

15/05/2019 14:04