-
04/05/2021 às 10h23

Estudante é impedida de cursar Engenharia por homeschooling

Brasil
Estudante é impedida de cursar Engenharia por homeschooling

Elisa de Oliveira Flemer, uma estudante de 17 anos, foi proibida pela Justiça de cursar Engenharia Civil na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). 


O motivo? Elisa fez homeschooling, isto é, estudou em casa longe do acompanhamento de uma escola.


Desde que iniciou os estudos em casa, Elisa tem prestado vestibulares para testar seus conhecimentos. 


A estudante já foi aprovada duas vezes em instituições de Ensino Superior.


A primeira aprovação foi para uma faculdade particular, onde devido ao seu desempenho conseguiu bolsa integral.


Em 2020, Elisa também tirou 980 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) conquistou o 5º lugar no curso de Engenharia Civil na USP.


No entanto, por não ter concluído o ensino médio em uma escola tradicional e não ter o diploma, Elisa não conseguiu ingressar na USP. 


A família da estudante chegou a recorrer à justiça, mas a liminar dada pelo Ministério Público foi negada pela juíza Erna Tecla Maria.


A magistrada alegou que a modalidade de ensino homeschooling não é prevista na legislação brasileira.


Além de ter sido aprovada nas faculdades brasileiras, a estudante está na lista de espera de quatro universidades nos Estados Unidos.


Quem sabe lá nos EUA ela tenha melhores oportunidades de estudar que no Brasil…