-
07/08/2019 às 09h52

EUA pretendem aplicar sanções a países negociando com Maduro

Mundo
EUA pretendem aplicar sanções a países negociando com Maduro
Reprodução Internet

A medida seria uma escalada brusca das pressões impostas pelos norte-americanos sobre o líder socialista.


John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, disse que o país está pronto para impor sanções sobre qualquer empresa internacional que faça negócios com o regime do ditador Nicolás Maduro, na Venezuela.


Em cúpula realizada em Lima, no Peru, nesta terça-feira (6), Bolton enfatizou que ações internacionais mais duras são necessárias para acelerar a transição do poder no país.


“Estamos enviando um sinal para terceiras partes que queiram fazer negócios com o regime de Maduro: procedam com cuidado extremo”, disse Bolton, segundo a agência Reuters.


O discurso de Bolton acontece um dia após o presidente dos EUA, Donald Trump, ter assinado decreto congelando os ativos do governo venezuelano e proibindo qualquer tipo de transação que envolva o regime.


Bolton, um dos principais falcões do Trump na questão da Venezuela, disse a jornalistas que a medida força empresas de todo o mundo a preferirem não arriscar perder acesso aos EUA e a seu sistema financeiro por causa negócios com Maduro.