-
10/01/2021 às 11h51

Fávero se solidariza com deputados bolsonaristas ameaçados de expulsão do PSL por apoio a Lira

Política
Fávero se solidariza com deputados bolsonaristas ameaçados de expulsão do PSL por apoio a Lira

O cacique do PSL, deputado Luciano Bivar, negociou os 52 votos da bancada do partido na Câmara com Rodrigo Maia e seu candidato ao comando da Casa, deputado Baleia Rossi (MDB), mas dificilmente conseguirá entregar a mercadoria.  


Na última quinta-feira (7), os deputados federais do PSL, que se mantem leais ao presidente da República, Jair Bolsonaro, entre eles Nelson Barbudo, apresentaram um documento ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), assinado por 32 parlamentares do partido.  


No documento, os deputados bolsonaristas pediram para que a legenda saia do bloco que apoia o candidato à presidência da Casa Baleia Rossi (MDB-SP) e passe a compor com o Arthur Lira (PP-PB), que tem o apoio de Bolsonaro.  


Sem controle dos parlamentares, Bivar não vai conseguir entregar a encomenda ao candidato de Maia, que tem no seu entorno velhas e desbotadas figuras da esquerda. O balaio de gato partidário que sustenta a candidatura Rossi é composto, entre outros partidos, pelo PT, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede.


Os deputados bolsonaristas do PSL jamais aceitariam compor com a esquerda.  


Numa atitude abusada, autoritária e absolutamente antidemocrática, Luciano Bivar colocou a faca na garganta dos deputados e ameaça expulsar quem não seguir sua orientação de apoio a Rossi para o comando da Câmara. A sandice de Bivar teve grande repercussão nos movimentos de direita espalhados pelo pais e causou profunda indiganção e revolta na base bolsonarista.        


Fávero repudia truculência de Bivar


O deputado estadual Silvio Fávero, defensor entusiasta do presidente Jair Bolsonaro, reagiu com firmeza as ameaças de Luciano Bivar, que pretende expulsar do PSL os deputados federais que não se curvarem a sua ‘autoridade’ e apoiar o candidato da esquerda e de Maia para o comando da Câmara – Baleia Rossi.  


“A maioria esmagadora dos deputados (32 contra 20) rejeita a candidatura Rossi e não admite fazer pacto com a esquerda. Então, quem destoa da vontade majoritária da bancada é o deputado Luciano Bivar. Ele deveria baixar seu flap, cessar essas ameaças de expulsão e não se opor ao direito de cada parlamentar votar de acordo com sua consciência e convicção ideológica”, declarou Fávero.  


Silvio Fávero foi além e fez questão de se solidarizar com os deputados federais do PSL ligados ao presidente Jair Bolsonaro.


“Repudiamos a arbitrariedade, a truculência e o autoritarismo de Bivar. Ele pode ostentar em seu pescoço a coleira de Maia e de Rosso, mas nunca vai nos intimidar e muito menos nos encurralar, encabrestar. Temos posição clara e bem definida. Nossa posição é seguir o capitão Bolsonaro e apoiar o candidato que ele defende para presidência da Câmara. Estamos com Arthur Lira. Maia é problema de Bivar e futuramente da polícia”, concluiu Favaro