-
13/04/2019 às 06h13

Globo faz manchete desonesta e Bolsonaro desmente episódio sobre Exército

Política
Globo faz manchete desonesta e Bolsonaro desmente episódio sobre Exército
Reprodução Facenook

O Exército (enquanto instituição) é do povo e não pode ser acusado de assassino, disse Bolsonaro. Assim começa a desmentira. 


A grande mídia numa ação coordenada com diversos sites nacionais, entre eles o G1, Folha, UOL, Estadão e outros, estamparam em suas machetes um trecho descontextualizado de um pronunciamento do Presidente Bolsonaro; o que acabou gerando uma polêmica nas redes sociais em cima da famosa FAKE NEWS. 


As manchetes trouxeram a seguinte frase: “O exército não matou ninguém, disse Bolsonaro”. A frase foi descontextualizada e acabou remetendo a uma negativa do incidente envolvendo militares presentes na operação do exército no Rio de Janeiro que resultou na morte de um músico. 


A manchete, patrocinada pela grande mídia, permitiu a compreensão equivocada de uma suposta proteção, por parte do Presidente Bolsonaro, dos militares envolvidos no caso. Quando na verdade o Presidente deixou claro, em resumo, que espera uma investigação quanto ao caso, mas defendeu o Exército enquanto instituição, e lembrou que pessoas do exército que estiverem envolvidas no caso e após constatado o erro na ação, estes serão devidamente punidos. 


O músico foi confundido com bandidos e teve seu carro alvejado por diversos disparos e acabou chegando a óbito. As investigações já foram iniciadas. 


A frase completa é:


‪"O Exército é do povo, e não se pode acusar o povo de ser assassino... no Exército sempre tem um responsável..."  Com a internet e um celular, toda uma narrativa criada propositalmente para nos destruir é desmontada! Assista, saiba a verdade e tire suas conclusões, mais uma vez.


Segue o vídeo completo, abaixo: