-
23/07/2020 às 11h52

Grupo terrorista da Colômbia reforça laços com Maduro

Mundo
Grupo terrorista da Colômbia reforça laços com Maduro

A relação estreita entre a ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela, e o grupo terrorista Exército de Libertação Nacional (ELN), da Colômbia, é uma velha conhecida do leitor da RenovaMídia.


Agora, material encontrado pela Inteligência da Colômbia reforça esse vínculo..


As autoridades da Colômbia descobriram três vídeos em que Álvaro Díaz Tarazona, conhecido pelo nome de guerra “Edward”, jura lealdade ao líder do regime chavista. 


“Camarada, comandante e chefe Nicolás Maduro, conte com o Exército de Libertação Nacional (ELN) até a morte”, diz o líder terrorista em um trecho do vídeo.


“Somos leais à Venezuela e queremos que vocês confiem em nossas tropas, na força militar que possuímos e saibam que somos um dos [grupos] que defendem a pátria de Simón Bolívar […]. Estamos dispostos a dar a vida pela pátria de Bolívar”, diz o terrorista em uma das gravações”, acrescenta Edward.


Confira o vídeo: