-
13/09/2018 às 14h06

Haddad assume a condição de 'poste': 'Lula deixou um plano pronto'

Política
Haddad assume a condição de 'poste': 'Lula deixou um plano pronto'
Reprodução Terça Livre

O candidato do PT, Fernando Haddad, praticamente assumiu a condição de “poste” no processo eleitoral ao substituir o condenado Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula (PT).


Haddad disse – em uma atividade de campanha – que “Lula deixou o plano de governo pronto”. Em outras palavras, a candidatura de Haddad é uma forma de executar o plano de Lula de dentro da cadeia.


O ex-presidente foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção, no caso do Triplex. Haddad, por sua vez, é denunciado pelo Ministério Público por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha por suspeita de pedir R$ 2,6 milhões à construtora UTC Engenharia para o pagamento de dívidas de campanha.


Eis a declaração de Haddad: “Lula deixou o plano de governo pronto. Na impossibilidade de disputar, contra a vontade dele, nos escolheu, a mim e a Manuela para representá-lo nesse projeto”.


Vale lembrar que o petista condenado, mas livre da cadeia graças ao Supremo Tribunal Federal, José Dirceu, já deu declarações de que um retorno do PT ao poder significa a radicalização do projeto do partido.


Lula, assim como fez com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), tenta emplacar um outro poste no país. A diferença é que desta vez faz isso de dentro da cadeia.