-
07/10/2020 às 13h40

INJÚRIA: TRE determina que suplente do Rei do Porco retire da rede vídeos ofensivos contra mulheres

Justiça
INJÚRIA: TRE determina que suplente do Rei do Porco retire da rede vídeos ofensivos contra mulheres
O juiz Armando Biancardini Candia, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), determinou que o candidato a primeiro suplente, Gilberto Moacir Cattani, da chapa encabeçada por Reinaldo Morais ao Senado, retire, no prazo de 24 horas, os vídeos e demais publicações veiculadas em suas redes sociais que intitulem a candidata ao Senado, Coronel Fernanda, como “Peppa Pantaneira”.  

Em caso de descumprir a decisão judicial, Cattani será multado em R$ 10 mil reais, para cada dia de descumprimento da referida decisão.   A ação foi movida pela Coligação “Meu Partido é o Brasil, Nossa Missão é Mato Grosso”, que tem como candidata a Coronel Fernanda (Patriota).   Ela alega que Cattani usou suas redes sociais para promover injúrias, sem precedentes contra sua pessoa.   No vídeo, o suplente chama a candidata do presidente Jair Bolsonaro de “Peppa” e “Peppa Pantaneira”, em alusão ao desenho animado que tem como personagem principal uma porca.  

“Chamar uma mulher, com todas as peculiaridades do sexo feminino, de porca, não se trata de uma mera grosseria, mas, sim, de agressão moral covarde”, diz trecho da ação patrocinada pelo advogado José Antônio Rosa.  

Cattani divulgou o vídeo em mais de uma conta de suas redes sociais, o que provocou mais alcance na disseminação de ofensas contra a Coronel Fernanda.  

O suplente de Reinaldo Morais ainda tenta colar a imagem de que a candidata de Bolsonaro é comunista, numa tentativa desesperada de prejudicar a campanha da militar, que é cristã e tem ideais conservadores.  

“Mais uma covardia sem precedentes. Trata-se de afirmação sabidamente inverídica, que vai contra tudo que é apregoado pela candidata”, cita Rosa na ação.  

A publicação do vídeo por Gilberto Cattani é altamente ofensiva, não só a Coronel Fernanda, mas a todas as mulheres, já que a candidata de Bolsonaro é a única do sexo feminino que disputa a eleição ao Senado contra 10 adversários do sexo masculino.