-
16/06/2019 às 09h57

Joaquim Levy pede demissão da presidência do BNDES

Política
Joaquim Levy pede demissão da presidência do BNDES
Reprodução Internet

Presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) enviou uma carta pedindo dispensa do cargo.


O presidente do BNDES, Joaquim Levy, pediu dispensa do cargo na manhã deste domingo (16). O economista escreveu uma carta para formalizar o pedido para deixar o governo.


Na carta, segundo o site IG, Levy afirma:


“Solicitei ao ministro da Economia Paulo Guedes meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda. Agradeço ao ministro o convite para servir ao País e desejo sucesso nas reformas.”


E acrescentou:


“Agradeço também, por oportuno, a lealdade, dedicação e determinação da minha diretoria. E, especialmente, agradeço aos inúmeros funcionários do BNDES, que têm colaborado com energia e seriedade para transformar o banco, possibilitando que ele responda plenamente aos novos desafios do financiamento do desenvolvimento, atendendo às muitas necessidades da nossa população e confirmando sua vocação e longa tradição de excelência e responsabilidade.”


Na noite deste sábado (15), Marcos Barbosa Pinto, nomeado recentemente como diretor de Mercado de Capitais do BNDES havia pedido as contas após críticas públicas do presidente da República, Jair Bolsonaro.


Mais cedo Bolsonaro ameaçou demitir Levy da presidência do BNDES se ele não dispensasse o diretor:


“Eu já estou por aqui com o Levy. Falei para ele: demita esse cara na segunda-feira ou eu demito você sem passar pelo Paulo Guedes”.


O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse entender a “angústia” de Bolsonaro com Levy pelo fato de o agora ex-presidente do BNDES ter nomeado pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores (PT).