-
11/10/2018 às 11h29

Jovem com suástica no corpo desiste de representar criminalmente

Brasil
Jovem com suástica no corpo desiste de representar criminalmente
Reprodução Web

Segundo o jornal O Correio do Povo, o delegado Paulo César Jardim, titular da 1ª DP da Capital, afirmou que está suspensa a investigação do caso em que uma jovem, de 19 anos, teria tido uma suástica desenhada a canivete em sua barriga. Segundo ele, a vítima se negou a representar criminalmente. Com isso, não existe crime e não há como prosseguir a investigação.


O caso teria ocorrido na rua Baronesa do Gravataí, no bairro Cidade Baixa, na última segunda-feira. A jovem chegou a registrar uma ocorrência na Polícia, mas voltou atrás. A vítima alegou ter sido agredida a socos por três homens que a interpelaram após ela descer de um ônibus. Apoiadores do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) foram acusados pelo suposto crime. Ela afirmou que eles marcaram sua barriga com o desenho de uma suástica usando um canivete.


O caso se tornou viral nas redes sociais e a veracidade do relato da suposta vítima foi colocada em xeque.