-
25/03/2019 às 09h12

Lava Jato de SP mira gestões do PSDB e parentes de Lula

Justiça
Lava Jato de SP mira gestões do PSDB e parentes de Lula
Reprodução Internet

Após prisão do operador tucano Paulo Preto, o foco da força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo será avançar em casos que envolvem outros agentes públicos e políticos.


As duas condenações de Paulo Preto, que é ex-diretor da Dersa, foram as maiores vitórias do Ministério Público Federal em São Paulo desde a criação da força-tarefa.


Agora os procuradores viraram a página. Entre as apurações que devem ser concluídas nos próximos meses estão as que envolvem repasse de propina nas obras do Metrô de São Paulo e pagamentos a parentes do ex-presidente Lula da Silva (PT).


O ponto de partida da investigação é a delação da Odebrecht, em que os ex-executivos relatam episódios que teriam acontecido entre 2003 e 2016, durante as gestões tucanas de José Serra e Geraldo Alckmin.


Em mais um flanco, a Procuradoria também avança nas apurações a respeito de pagamentos da empreiteira a um dos filhos e a um irmão de Lula.


A outra investigação que envolve Lula diz respeito ao pagamento de uma mesada da Odebrecht a José Ferreira da Silva, o Frei Chico, irmão do ex-presidente. Segundo um delator, o próprio Lula fez esse pedido, registra a Folha.