-
12/11/2020 às 18h56

Líder da Direita Mato Grosso Rafael Yonekubo, candidato a vereador por Cuiabá tem apoio de Deputados Federais da Base do Presidente Jair Bolsonaro.

Política
Líder da Direita Mato Grosso Rafael Yonekubo,  candidato a vereador por Cuiabá tem apoio de Deputados Federais da Base do Presidente Jair Bolsonaro.

Em Cuiabá a lista começa com o candidato a vereador Rafael Yonekubo do Patriota, candidato da Direita conservadora, que vem com um arsenal de apoios vindos de várias partes do Brasil, chegando a ter mais apoios de ilustres nomes da direita se comparado até com a Coronel Fernanda que tem apoio do Presidente Bolsonaro e também o apoio do Deputado Estadual Silvio Fávero.




Rafael conquistou apoios de peso da ala mais próxima do Presidente Bolsonaro, além de ser do grupo político do próprio presidente: Deputado Daniel Silveira, Deputada Bia Kicis, Deputado Carlos Jordy, o jornalista Allan dos Santos do Terça Livre, Deputado Douglas Garcia do Movimento Conservador, Presidente Nacional do Movimento Conservador Edson Salomão, Deputado Gil Diniz Carteiro Reaça, o jornalista investigativo Oswaldo Eustáquio, o youtuber Nikolas Ferreira, Deputado General Girão, o professor Wagner Lima e o apoio da própria Coronel Fernanda.




Rafael Yonekubo, o candidato e líder do Movimento Direita Mato Grosso, tem 40 anos, é cuiabano, comerciante há 12 anos no centro de Cuiabá, casado e pai do pequeno Davi. 


Tem como bandeiras: Deus, Pátria e Família. 


Coordenador do Movimento Direita Mato Grosso desde 2015, e vem organizando manifestações em Cuiabá, contra STF e Congresso Nacional, e organizou as recepções do Presidente Jair Messias Bolsonaro no aeroporto em Várzea Grande.


Rafael Yonekubo foi contra o Lockdown decretado em Cuiabá e em todos território Brasileiro, para que o comercio voltasse ao funcionamento normal e a saúde economia voltasse a se normalizar.


O movimento Direita Mato Grosso efetuou 3 caravanas  pró Bolsonaro, e foram para Brasília para defender a população brasileira.







Dor e Revolta com a perca da sua mãe


Uma semana após perder a mãe Rosi Yonekubo, aos 56 anos, o empresário e coordenador do movimento Direita Mato Grosso, Rafael Yonekubo, 40, contou os momentos de dor e desespero vividos pela família por não conseguir velar o corpo da mãe. O motivo foi que no prontuário constava a suspeita de covid-19. 6 dias após o óbito, saiu o resultado do exame de PCR feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen-MT) comprovando que Rosi não estava com a doença causada pelo novo corona vírus.


"A cena mais triste que vi na minha vida, ver meu pai, David Yonekubo, e meus irmãos gritarem e implorarem para ver minha mãe uma última vez na vida. Os coveiros que pareciam mais uns astronautas, disseram: 'podem ir rezando e orando enquanto fechamos o jazigo'. Se o resultado tivesse saído no tempo que eles dizem sair, eu teria conseguido fazer um velório digno para os familiares se despedirem da minha mãe", relata Rafael.


Rosi faleceu no domingo (7), às 8h30. Em sua certidão consta que a causa da morte foi Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), suspeita de covid-19 e diabetes. "Sendo assim, a família foi impedida de fazer o velório. Conversei com o médico, implorei, pedi pelo amor de Deus que ele retirasse a suspeita de covid-19 ele disse não, pois é o protocolo do HMC. Saí do hospital e fui direto fazer um B.O. na delegacia, pois nós tínhamos a certeza que ela não faleceu de covid, e ela nunca teve os sintomas do vírus", segue o relato.


Indignado, Rafael questiona na publicação: "Quantas mortes mais teremos que ver para o Ministério Público ou PF começar a investigar???". Ele diz que é "uma vergonha o que estão fazendo com as famílias" e promete denunciar todos os possíveis erros relacionados à morte de sua mãe.


Rafael Yonekubo está pronto para combate, e será um grande fiscalizador na Câmara dos vereadores de Cuiabá.

Honra, Força e Coragem, pra Endireitar Cuiabá.




Samui

Vamos lá @RafaelYonekubo estou com você!!!!!

12/11/2020 19:37