-
22/12/2019 às 11h54

Mais um hacker fecha acordo de delação com a PF

Justiça
Mais um hacker fecha acordo de delação com a PF
Reprodução Internet

O DJ Gustavo Santos foi preso na primeira etapa da Operação Spoofing, deflagrada em julho.


A Justiça expediu, nesta sexta-feira (20), o alvará de soltura do de Gustavo Elias Santos, um dos hackers envolvidos na invasão de celulares de autoridades. 


Conhecido como “DJ Guto”, o cibercriminoso assinou um acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal (MPF). O documento foi homologado pela 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. 


Na última quinta-feira (19), como noticiou a RENOVA, Gustavo e outras cinco pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal (PF) por organização criminosa, invasão de dispositivo eletrônico e interceptação telefônica ilegal.


A defesa confirmou que Gustavo Santos será solto, mas, no entanto, negou que ele tenha firmado um acordo de colaboração premiada, informa o portal G1.


O estudante de direito Luiz Henrique Molição, também indiciado no caso, teve acordo de delação premiada homologado e deixou a prisão no início deste mês.