-
03/10/2019 às 13h16

Manifestante baleado no peito em Hong Kong é acusado de motim

Mundo
Manifestante baleado no peito em Hong Kong é acusado de motim
Reprodução Internet

Este foi o primeiro caso em que um manifestante foi atingido por tiro de arma de fogo em Hong Kong desde o início dos protestos.


O manifestante que foi baleado no peito pela polícia de Hong Kong durante um protesto violento na última terça-feira (1º) está sendo acusado de motim e agressão. 


Tsang Chi-kin, de 18 anos, ainda está se recuperando da cirurgia que fez para remover a bala de seu peito e não deve comparecer ao tribunal nesta quinta-feira (3). 


A pena máxima para o crime de motim em Hong Kong é de 10 anos de prisão. Confira o vídeo do momento em que o policial dispara contra o jovem.


As autoridades defenderam o homem que atirou em Tsang, alegando que o policial temia por sua vida depois que foi cercado por manifestantes “muito cruéis”, informa o jornal Gazeta do Povo.