-
06/07/2020 às 15h25

Médicos criam projeto para atender gratuitamente população com sintomas de Covid-19

Saúde
Médicos criam projeto para atender gratuitamente população com sintomas de Covid-19
Imagem Divulgação / Ilustrativa

Quarenta médicos voluntários se reuniram para realizar atendimentos gratuitos, via telemedicina ou presenciais, a pacientes com sintomas do novo coronavírus (Covid-19). O objetivo é iniciar o tratamento de forma precoce, com distribuição ou prescrição de medicamentos após diagnóstico clínico.


Segundo a anestesista Christiane D’Oliveira, 44, o projeto “MT Vencendo a Covid-19” faz parte de um programa maior, nacional, que atua em diferentes frentes pelo Brasil. A ideia é atender somente pessoas com sintomas de coronavírus. “Na oportunidade do atendimento, será feito o diagnostico clinico, e se tiver no local a possibilidade de oferecer o medicamento, vamos oferecer”, explica.

 

Para que isto seja possível, no entanto, o grupo precisa de doações de medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Não serão realizados testes pelos profissionais.

 

Além da telemedicina, o objetivo é realizar atendimentos presenciais em pontos estratégicos de Cuiabá e Várzea Grande. Nesta segunda-feira (6), por exemplo, uma das voluntárias esteve em uma igreja atendendo os pacientes.


A Paróquia organizou os atendimentos, para que não houvesse nenhum tipo de aglomeração. Todos os atendimentos presenciais serão realizados sem 'aviso prévio', também para evitar o tumulto.

 

Sobre a distribuição de medicamentos, Christiane explica que é uma decisão entre o médico e o paciente. “Se o paciente vai procurar o atendimento e o médico sugere o tratamento e o paciente aceita essa é a relação, existe um termo de consentimento, e baseado nas evidências que temos até agora nós sugerimos esse tratamento. Mas  não é impositivo”, esclarece.

 

“No nosso entendimento, o tratamento precoce diminui o tempo que o vírus fica no organismo, diminui a chance do paciente evoluir pras fases mais complicadas da doença e diminui morte, necessidade de uti, de tratamento hospitalar”, finaliza.


Serviço

 

Quem precisa de atendimento, pode entrar em contato com os seguintes locais, onde haverá uma triagem para o teleatendimento:


Primeira Igreja Batista -  3624-4731

Mercado Minilar

Paróquia S Sebastião VG – (65) 3029-2559

Igreja Ev. Assembleia de Deus - (65) 3644-2233

 

Quem quiser fazer doações para o projeto pode entrar em contato com Marcos, pelo: 65 98120-9500.