-
30/06/2020 às 08h59

MP-RJ vai denunciar oito pessoas por incêndio no Ninho do Urubu

Brasil
MP-RJ vai denunciar oito pessoas por incêndio no Ninho do Urubu

MP-RJ aponta uma “série de condutas imprudentes e negligentes” por parte do indiciados.

 

Oito pessoas vão ser denunciadas pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) pelo incêndio no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo.


O incêndio aconteceu no dia 8 de fevereiro de 2019, causando a morte de 10 atletas das categorias de base, além de ferir outros 3. 


De acordo com informações do MP-RJ divulgadas nesta segunda-feira (29), as oito pessoas vão responder por incêndio culposo, isto é, sem intenção, com o resultado de dez homicídios culposos e três lesões corporais culposas.


Eduardo Bandeira de Mello, que presidiu o clube rubro-negro entre janeiro de 2013 e dezembro de 2018, será um dos indiciados. 


O MP-RJ considera que não ficou comprovado que os envolvidos tenham tido a vontade nem mesmo assumido o risco de provocar a morte dos atletas, e por isso eles não serão acusados pelo crime doloso. 


“Não há como afirmar a ocorrência de dolo eventual no resultado morte – não sendo viável deduzir ou intuir que os indiciados tivessem a potencial certeza da possibilidade do fato ocorrido no alojamento”, diz o MP.