-
01/04/2019 às 11h58

Netanyahu denuncia fake news de organização ligada a Soros

Mundo
Netanyahu denuncia fake news de organização ligada a Soros
Reprodução Internet

Em um cenário bastante semelhante ao ocorrido nas eleições brasileiras, os opositores do direitista Netanyahu acusam o premiê israelense de implementar práticas obscuras nas redes sociais.


Faltando poucos dias para as eleições em Israel, uma organização local alegou nesta segunda-feira (1º) ter descoberto uma rede de bots disseminando mensagens em apoio ao primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, nas redes sociais.


Noam Rotem e Yuval Adam, dois membros da organização Big Bots Project, alegaram ter descoberto centenas de contas falsas espalhando mensagens em apoio a Netanyahu e críticas aos seus oponentes.


Likud, o partido de Netanyahu, divulgou uma vídeo criticando a denúncia, relatou o Times of Israel:


“Eles estão chamando você, eleitores do Likud, ‘bots’. Eles não acreditam quantos bots estão ativos no Likud. Em 9 de abril, os ‘bots’ estarão surgindo nas assembleias de voto.”


Em coletiva de imprensa ainda nesta segunda, o premiê de Israel rotulou a organização responsável pelo relatório como “esquerdista”, e destacou que o grupo é financiando pelo bilionário globalista George Soros.


Segundo o Jerusalem Post, Netanyahu afirmou:


“Eles estão espalhando calúnias de sangue. Hoje, o jornal do partido de Lapid e Gantz inventou a calúnia dos bots. Eu pensei que era uma piada do dia 1º de Abril, mas não é. É uma investigação falsa de uma organização de esquerda apoiada por Soros.”


O premiê acrescentou:


“Eles dizem que eu não tenho apoio de pessoas reais, apenas de robôs. Eles não podem aceitar que vocês, cidadãos de Israel, me apoiem.”


Netanyahu completou:


“Mas quase todos os exemplos acabam sendo verdadeiros pessoas com nomes, rostos, famílias e opiniões próprias. Elas são pessoas independentes e reais.”