-
04/02/2020 às 14h46

Petrobras vai ao TST contra movimento grevista da FUP

Brasil
Petrobras vai ao TST contra movimento grevista da FUP

A estatal petrolífera garantiu que a greve não afetou a produção até o momento.

 

A Petrobras acionou o Tribunal Superior do Trabalho (TST) contra a greve dos petroleiros, que teve início no último sábado (1º). 


A empresa estatal quer o dissídio coletivo do movimento grevista visando à declaração da abusividade da paralisação.


De acordo com a Petrobras, a paralisação foi aprovada sem que as entidades sindicais tenham iniciado qualquer negociação, como exige a Lei de Greve (Lei 7.783/1989), e com acordo coletivo vigente.


Os advogados da empresa pedem ao TST para sustar a greve ou determinar a manutenção do efetivo mínimo para garantir os serviços em suas unidades operacionais, registra O Antagonista.


A greve está sendo organizada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), que representa mais de uma dezena de sindicatos de trabalhadores da área.


Nesta segunda-feira (3), a Petrobras informou que, até o momento, a greve não provocou impactos na produção a produção de petróleo, combustíveis e derivados, como noticiou a RENOVA.