-
30/07/2020 às 16h53

PF investiga fraude em compra de testes para coronavírus em Rondônia

Justiça
PF investiga fraude em compra de testes para coronavírus em Rondônia

Contratos em Rondônia são de mais de R$ 10 milhões. Investigação indica superfaturamento.

 

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (30), a operação “Polígrafo”, que investiga possíveis esquemas de fraudes no governo de Rondônia durante a compra de 100 mil kits de testes rápidos para diagnóstico do novo coronavírus. 


O valor total da contratação foi de mais de R$ 10 milhões.


Treze mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Porto Velho, Itajaí (SC), Balneário Camboriú (SC) e Rio de Janeiro (RJ).


A operação da PF acontece em parceria com o MP-RO (Ministério Público de Rondônia) e a CGU (Controladoria Geral da União).


A investigação da PF identificou irregularidades na dispensa de licitação para compra dos testes, que não possuíam registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 


Também chamou atenção o superfaturamento no valor de cada unidade adquirida se comparado ao preço ofertado no chamamento público da Superintendência Estadual de Licitações (Supel), destaca o jornal Poder360.