-
19/03/2019 às 09h05

PF pede recurso para investigar defensor do esfaqueador de Bolsonaro

Justiça
PF pede recurso para investigar defensor do esfaqueador de Bolsonaro
Reprodução Internet

Polícia Federal (PF) em Belo Horizonte pediu à Advocacia-Geral da União (AGU) para propor recurso contra suspensão da investigação sobre o defensor do esfaqueador de Bolsonaro.


A decisão liminar foi tomada pelo Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1).


A investigação contra o advogado de Adélio Bispo, autor da facada contra o então candidato Jair Bolsonaro (PSL), foi suspensa no início do mês. A AGU já foi intimada para entrar com o recurso.


O desembargador Néviton Guedes, do TRF-1, decidiu suspender a frente da investigação aberta com a apreensão de documentos e do celular do advogado Zanone de Oliveira.


No pedido de recurso, o delegado Rodrigo Morais Fernandes alegou que a intenção da apuração não é infringir o sigilo entre o cliente e o advogado, e sim descobrir quem está pagando a defesa de Adélio Bispo, que pode ser o um criminoso interessado na morte do atual presidente Jair Bolsonaro, informa o R7.