-
17/07/2020 às 20h11

Pleito Disputado: TSE decide que eleição suplementar ao Senado será junto com a municipal

Política
Pleito Disputado: TSE decide que eleição suplementar ao Senado será junto com a municipal
Imagem Divulgação

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, confirmou que a eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso será mesmo em conjunto com a eleição municipal deste ano. A eleição suplementar acontece no dia 15 de novembro, junto com o 1° turno das eleições municipais. 


Com isso, os eleitores de Mato Grosso votarão nas eleições de 15 de novembro para os cagos de vereador, prefeito e senador. A eleição estava prevista para acontecer em 26 de abril, mas foi cancelada pela então presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Rosa Weber, por conta da pandemia do novo coronavírus e o perigo de disseminação da doença em Mato Grosso por conta do pleito. 


Na decisão enviada ao presidente do Tribunal Regional de Mato Grosso, desembargador Gilberto Giraldelli, Barroso destaca que o pleito suplementar, no entanto, não poderá aproveitar o andamento da eleição que foi suspensa. 


Deverá ser feita uma nova regulamentação, respeitando os prazos legais e que não promova a convocação de novos mesários.


A eleição suplementar acontece por conta da cassação da ex-senadora, Selma Arruda (Podemos). O senador Carlo Fávaro (PSD) ocupa interinamente o cargo e deverá concorrer à reeleição. A interinidade no Senado é inédita e foi decidida pelo Superior Tribunal Federal (STF) diante da cassação de toda chapa de Selma e da possibilidade de Mato Grosso ficar sem senador na Casa Revisora.