-
18/07/2020 às 15h06

Porta-voz da Casa Branca aponta ‘estudo de caso do viés midiático’

Mundo
Porta-voz da Casa Branca aponta ‘estudo de caso do viés midiático’

O jornalista Jim Acosta, da CNN, foi duramente criticado nas redes sociais por um tuíte no qual citou a Secretária de Imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, fora de contexto.


“A ciência está do nosso lado aqui. Incentivamos as localidades e os estados a simplesmente seguirem a ciência. Abram nossas escolas”, disse McEnany.


No entanto, em mensagem no Twitter, Acosta tuitou sobre o que McEnany disse sugerindo que ela tinha adotado um posicionamento anticientífico:


“A secretária de imprensa da Casa Branca pressionou Trump a reabrir as escolas: ‘A ciência não deve impedir isso'”, escreveu o jornalista da CNN. A citação maliciosa foi compartilhada por mais de 40 mil perfis.



Acosta não foi o único jornalista que compartilhou a citação incompleta da secretária de imprensa da Casa Branca com o objetivo de desgastar a imagem de McEnany.


A jornalista da CBS, Weijia Jiang, o repórter da NBC News, Josh Lederman, e os jornais The Guardian e The Washington Post também omitiram o apoio da porta-voz à ciência.


O comentarista Drew Holden compartilhou uma lista com dezenas de perfis e jornalistas que impulsionaram a narrativa maliciosa contra Kayleigh McEnany. Confira aqui.


Ainda no Twitter, a porta-voz da Casa Branca apontou os ataques que vêm sofrendo como um claro exemplo do viés anti-Trump da imprensa.