-
17/10/2019 às 09h48

Prefeito atende solicitação de audiência pública e adere ao Programa Escola Militar

Política
Prefeito atende solicitação de audiência pública e adere ao Programa Escola Militar
Foto divulgação

O prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, enviou nesta última quinta-feira (10) uma solicitação de implantação do Programa Escola Cívico-Militar (PECIM) no município de Barra do Garças ao Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Ministério da Defesa.


A decisão agradou a população, e ao mesmo tempo gerou uma divisão de opiniões sobre o assunto nas redes sociais, em relação ao local escolhido para o funcionamento da escola, contrariando a vontade popular que sinalizava como preferência a antiga Escola Dom Bosco para receber a estrutura escolar. Roberto Farias, após ter cumprido todas as etapas exigidas pelo MEC indicou o Centro Municipal de Educação Básica Delice Farias dos Santos, localizado no bairro São José para a adesão ao programa. Segundo Roberto, a escola atende todos os critérios do MEC para receber uma escola do projeto. 


Na carta de adesão, o prefeito afirmou que a escolha se prende ao fato da rede de ensino do município ter escolas com baixos Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e em situação de vulnerabilidade social, e afirmou ainda, que o método proposto da Escola Cívico-Militar vem ao encontro das políticas educacionais do município.   


Todo o processo de adesão se deu pela aprovação do executivo, empenho da Secretaria de Educação, do Setor de Planejamento Pedagógico, e também através de uma excelente repercussão da Audiência Pública da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, realizada no último dia 26 de setembro na Câmara de Barra do Garças, que ouviu e debateu o assunto com os mais variados segmentos da sociedade. 


O Deputado Estadual Dr. Eugênio (PSB), um dos idealizadores da Audiência Pública juntamente com o deputado estadual Silvio Fávero e o vereador Júlio César, parabenizou a adesão do município de Barra do Garças. “Estamos felizes com a adesão de Barra do Garças ao Programa de Escola Cívico Militar, pois ela têm um foco na melhoria da qualidade do ensino e redução dos índices de violência, que são objetivos do programa. Esperamos que a escolha do prefeito pelo Centro Municipal de Educação Básica Delice Farias dos Santos seja o melhor para a cidade, pois estará em área de grande vulnerabilidade social e que com certeza necessita de um maior apoio para que cumpram seu papel da melhor forma. Toda iniciativa que visa melhorar o desenvolvimento escolar e o fortalecimento de valores humanos e cívicos são importantes para o desenvolvimento educacional dos estudantes”. Concluiu Eugênio.


O Vereador Júlio César (PSDB), demostrou sua satisfação com a adesão do município ao programa, e comentou que uma de suas lutas continua, que é buscar uma alternativa juntamente com a comunidade e autoridades do Estado para retirar a histórica escola Dom Bosco do desuso e abandono. “Fiquei muito feliz com a adesão do município, queríamos que fosse na escola Dom Bosco, exatamente por entendermos que o local já possui sua história na educação de qualidade, e uma infraestrutura para comportar 3 mil alunos, mas vamos torcer que a escola escolhida atenda bem a comunidade escolar. A nossa batalha continua para que logo em breve tenhamos a escolha de uma forma de utilizar o prédio da escola Dom Bosco que se encontra em um verdadeiro estado de abandono”. Ressaltou Júlio.  

   

 O modelo a ser implementado pelo MEC tem o objetivo de melhorar o processo de ensino-aprendizagem nas escolas públicas e se baseia no alto nível dos colégios militares do Exército, das Polícias e dos Corpos de Bombeiros Militares. O MEC ressalta que os militares atuarão no apoio à gestão escolar e à gestão educacional, enquanto professores e demais profissionais da educação continuarão responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico.


Serão investidos R$ 54 milhões por ano, ou seja, R$ 1 milhão por escola. Somente em 2020 serão implantadas 54 unidades.