-
05/10/2021 às 15h11

Presidente interina do PTB “esbanja” dinheiro do partido pagando contas pessoais

Política
Presidente interina do PTB “esbanja” dinheiro do partido pagando contas pessoais

Um novo escândalo deve rachar ainda mais o diretório nacional do PTB. A reportagem do blog conseguiu, com exclusividade, documentos internos do partido que comprova que a presidente interina do partido, Graciela Nienov, vem usando dinheiro público para pagar contas pessoais. Mesmo recebendo um salário mensal de R$ 27 mil reais, a dirigente vem pedido reembolsos para pagar contas de restaurante, aluguel e até mesmo o condomínio do apartamento que mora.


Em dezembro de 2020, Graciela pediu um reembolso de Mil e 700 reais para despesas de refeição. Para justificar o pedido, a dirigente anexou 4 notas ficais de restaurantes. No dia 02 de dezembro, na churracaria Potencial Grill, Graciela pagou a conta de três rodízios completos e desembolsou R$ 310,00. No dia seguinte, a então presidente do PTB mulher gastou R$ 423,00 no Restaurante Coco Bambu. No Dia 07 do mesmo mês, Graciela esteve novamente no Coco Bambu e pagou R$ 318,00 pelo almoço. Ainda em dezembro, no dia 09, a dirigente voltou ao mesmo restaurante e almoçou com outras 3 pessoas. A conta, paga pelo partido, custou R$ 1.014,00.




Em um outro documento, datado do dia 04 de maio de 2020, afirma que a MC administração de imóveis recebeu do partido o valor de R$ 3 mil e quinhentos reais. Dessa quantia, R$1.798,86 referente ao aluguel do apartamento n° 1411, do Edifício Monumental Hotel Residência, sito no SI-IN Quadra 04, projeção B, em Brasília (DF), e R$1.701,14 referente à taxa de condomínio.




Outro gasto que chama atenção do diretório do PTB mulher é a contratação de serviços de assessoria e marketing digital pelo custo de R$ 22 mil reais por mês. Pelo contrato, a Prestige Assessoria&Mkt Digital teria, entre outras coisas, realizado a Produção de materiais e conteúdo específicos de marketing digital para campanha para WORKSHOP em ZOOM e GOOGLE MEET; Produção de Conteúdo; Publicações (cards) que estimulam a participação na política; Gerenciamento das redes sociais;Gravações de vídeos para campanhas eleitorais.




É sempre bom lembrar que o dinheiro utilizado pelos partidos vem do Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, denominado Fundo Partidário. Esse fundo é constituído por dotações orçamentárias da União, multas, penalidades, doações e outros recursos financeiros que lhes forem atribuídos por lei. Ou seja, é dinheiro público, do povo brasileiro.


De acordo com a prestação de contas disponível no site do TSE – Tribunal Superior Eleitoral, até o mês de setembro de 2021 o PTB recebeu do fundo eleitoral mais R$ 150 milhões de reais do Fundo Partidário.


Graciela Nienov vem se desentendendo com membros do diretório desde que ele expulsou do grupo de WhatsApp do partido o conservador cristão padre Kelmon, homem forte de Roberto Jefferson na Bahia e o apóstolo Fadi Faraj. As saídas dos grupos teriam ocorrido por questões pessoais. Nos bastidores, Graciela tem trabalhado contra a possível filiação do presidente Jair Bolsonaro ao partido pelas mãos de Fakhoury.


No mês de setembro, revoltada porque o nosso blog divulgou uma matéria sobre os bastidores das negociações entre o PTB e o presidente Jair Bolsonaro para sua filiação ao partido, a vice-presidente da leganda, Graciela deu a ordem para que apoiadores e correligionários da sigla atacarem o editor do nosso blog, o jornalista Ricardo Antunes.


Como fazemos questão de praticar o bom jornalismo, tentamos entrar em contato com a presidente interina Graciela Nienov, mas não obtivemos retorno. O espaço segue aberto para resposta e manifestação sobre os fatos.