-
02/01/2020 às 14h36

Primeiras imagens tiradas do corpo humano com ultrassom a laser

Saúde
Primeiras imagens tiradas do corpo humano com ultrassom a laser

Nova tecnologia permite realizar imagens de ultrassom sem contato da pele humana com a máquina.


Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, apresentaram as primeiras imagens de um ser humano geradas por um ultrassom a laser. 


O estudo foi publicado na revista Nature Light: Science and Applications. 


O ultrassom tradicional é um dos métodos de imagem mais baratos e fáceis, mas tem algumas limitações, como contato corporal significativo para a captura de imagem e variabilidade nos resultados. 


Já a nova técnica desenvolvida pelo MIT não requer nenhum contato da pele com uma máquina, ampliando a gama de possibilidades de uso médico em ambientes clínicos.


“Estamos no começo do que poderíamos fazer com o ultrassom a laser”, disse Brian Anthony, autor sênior do estudo, segundo o site Olhar Digital.


Anthony acrescentou:


“Imagine que chegamos a um ponto em que podemos fazer tudo o que o ultrassom pode fazer agora, mas à distância. Isso oferece uma maneira totalmente nova de ver os órgãos dentro do corpo e determinar as propriedades dos tecidos profundos, sem fazer contato com o paciente.”


O cientista completou:


“Eu posso imaginar um cenário em que você é capaz de fazer isso em casa. Quando acordo de manhã, posso obter uma imagem da minha tireoide ou artérias e ter imagens fisiológicas em casa. Você pode implantar isso para entender melhor seu estado interno.”


Apesar do avanço tecnológico, o novo método não fornece imagens com resolução iguais às convencionais. O sistema, no entanto, tem potencial para ser aprimorado e oferecer detalhes mais precisos de tecidos.