-
25/08/2019 às 10h34

Procuradores pedem quebra de sigilos de Dias Toffoli

Política
Procuradores pedem quebra de sigilos de Dias Toffoli
Reprodução Internet

Procuradores da República pedem quebra de sigilo fiscal e bancário do presidente do Supremo.


A Associação Nacional de Membros do Ministério Público — MP Pró-Sociedade — protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação de quase 40 páginas pedindo o afastamento do sigilo bancário e fiscal do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.


O grupo de procuradores aponta ilegalidades cometidas por Toffoli na suspensão de todas as investigações do Brasil baseadas em dados do COAF, da Receita Federal e do Banco Central.


Segundo os procuradores, o presidente do STF extrapolou o atendimento do pedido da defesa Flávio Bolsonaro relativo apenas ao caso do próprio senador.


O MP Pró-Sociedade também aponta ilegalidades na abertura e nas decisões tomadas dentro do inquérito contra supostas fake news e ofensas a ministros do STF, incluindo a censura à revista Crusoé, o atropelo ao arquivamento promovido pela procuradora-geral Raquel Dodge e a suspensão de procedimentos investigatórios instaurados pela Receita relativos a 133 contribuintes, entre os quais a esposa de Toffoli, informa a rádio Jovem Pan.