-
13/09/2018 às 13h29

Rússia inicia as maiores manobras militares desde a Guerra Fria

Mundo
Rússia inicia as maiores manobras militares desde a Guerra Fria
Reprodução Terça Livre

A Rússia começou nesta terça-feira as manobras Vostok-2018, as maiores realizadas pelo país desde os tempos da Guerra Fria e envolvendo quase 300 mil militares, informou o Ministério da Defesa russo.


Nas Vostok-2018, participam as tropas dos distritos militares Oriente e Centro, assim como navios das frotas do Pacífico e do Norte, forças aéreas, mais de mil aeronaves, incluindo aviões, helicópteros e drones, e até 36 mil carros de combate e outros veículos blindados.


“No curso das manobras, a ação das tropas se desenvolverá em conformidade com o acordo entre Rússia, China, Cazaquistão, Quirguistão e Tadjiquistão para o fortalecimento da confiança na área militar na região da fronteira“, afirmou o ministério russo, através de um comunicado.


As manobras, que durarão até o próximo dia 17, serão compostas por dois estágios: no primeiro, o desdobramento das forças será realizado no Extremo Oriente, no Pacífico Norte e o Mar do Norte, e no segundo, será verificada a interação das diferentes forças em operações defensivas e de ataque.


Observadores de 57 países, assim como a missão de ligação da OTAN e da representação da União Europeia, presenciarão as manobras, que contarão com a assistência do presidente russo, Vladimir Putin.


O ministro da Defesa da Rússia, Serguei Choigu, qualificou estes exercícios como os mais importantes desde as manobras Zapad-81, realizadas em 1981, “tanto pela superfície que cobrem, como pelo número de forças e órgãos de comando militar que participam“.


Em Vostok-2018, China e Mongólia, que também participam das manobras, fornecerão unidades militares como aviões, helicópteros e estruturas de comando.



Desfile militar em Moscou em foto de 2014. EFE/Yuri Kochetkov